“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Formação da diocese

Nossa diocese foi criada em 26 de fevereiro de 1944, pela Bula “Vigil Campinensis Ecclesiae”, do Papa Pio XII, com território integralmente desmembrado da então Diocese de Campinas. A instalação ocorreu no dia 11 de junho do mesmo ano, no encerramento do Congresso Eucarístico Regional de Piracicaba, pelo Núncio Apostólico Dom Bento Aloisi Masella (foto).

A nova diocese continuou sob o governo de Dom Paulo de Tarso Campos, bispo de Campinas, na qualidade de Administrador Apostólico, até a posse de Dom Ernesto de Paula, o primeiro bispo diocesano.

Dom Ernesto tomou posse em 8 de setembro de 1945 e esteve à frente da diocese até 9 de janeiro de 1960, quando o papa aceitou sua renúncia por motivos de saúde.

 

Dom Ernesto junto com os padres diocesanos no retiro espiritual em 1955

Quando criada, a diocese abrangia 7 municípios: Águas de São Pedro, Capivari, Piracicaba, Rio das Pedras, Santa Bárbara D´Oeste, Santa Maria da Serra e São Pedro. Compreendia estas 12 paróquias:

- em Piracicaba – Santo Antônio, Imaculada Conceição, Senhor Bom Jesus do Monte, Sagrado Coração de Jesus, no bairro rural de Ibitiruna, Sagrado Coração de Jesus, em Saltinho, e Nossa Senhora do Rosário, em Charqueada (Saltinho e Charqueada pertenciam a Piracicaba);

- em Capivari - São João Batista e Nossa Senhora de Lourdes (em Rafard, que pertencia a Capivari);

- em Rio das Pedras – Senhor Bom Jesus;

- em Santa Bárbara D´Oeste – Santa Bárbara;

- em Santa Maria da Serra – Santa Maria;

- em São Pedro – São Pedro. O município de Águas de São Pedro pertencia à paróquia de São Pedro.

Em 1953, Dom Ernesto de Paula criou a Paróquia Imaculado Coração de Maria, em Piracicaba; no ano seguinte, a Paróquia Imaculada Conceição, em Águas de São Pedro, e a Capela Curada São Pedro, no bairro Monte Alegre, em Piracicaba; em 1956, a Paróquia São Judas Tadeu, em Piracicaba.

AMPLIAÇÃO DO TERRITÓRIO - Em 1958, o território da diocese foi ampliado, com a anexação de novos municípios. O decreto “Maiori animarum bono”, da Sagrada Congregação Consistorial, de 14 de fevereiro de 1958, que passou a vigorar a partir de 1º de junho do mesmo ano, restaurou os limites de várias dioceses paulistas. Foram incorporados à nossa diocese os municípios de Rio Claro, Santa Gertrudes e Cordeirópolis, que pertenciam à Diocese de Campinas, e Analândia e Corumbataí, que pertenciam à Diocese de São Carlos.

Assim, a diocese ganhava novas paróquias: São João Batista e Nossa Senhora Aparecida, em Rio Claro; São Joaquim, em Santa Gertrudes; São José, em Corumbataí; Sant´Ana, em Analândia; Santo Antônio e Nossa Senhora da Assunção, em Cordeirópolis (anos depois, Analândia e Cordeirópolis foram desanexados e incorporados à Diocese de Limeira, criada em 29 de abril de 1976).

Em 1959, Dom Ernesto criou mais duas paróquias, Santa Cruz e São Dimas e São José, em Piracicaba. Quando, em 9 de janeiro de 1960, encerrou seu ministério à frente da diocese, ela contava com 24 paróquias e uma capela curada.

Depois, com o passar dos anos, novas paróquias e capelas curadas foram criadas.

No governo de Dom Aníger Francisco de Maria Melillo (que tomou posse em 15 de agosto de 1960):

1960 – Nossa Senhora Aparecida, em Santa Bárbara D´Oeste;

1961 – São Benedito, em Capivari;

1964 – Nossa Senhora da Saúde e Sant´Ana, em Rio Claro;

1965 – Santa Teresinha, em Piracicaba;

1966 – Bom Jesus e Santa Cruz, em Rio Claro;

1967 – Sagrado Coração de Jesus, em Piracicaba;

1971 – Capela Curada Nossa Senhora da Conceição, em Ipeúna.

Em 1972, a Paróquia Sagrado Coração de Jesus, do bairro de Ibitiruna, em Piracicaba, deixou de existir. O bispo Dom Aníger assinou decreto de supressão da paróquia em 19 de janeiro de 1972; seu território, documentos e livros canônicos passaram a pertencer à Paróquia São José, à qual já estava anexada.

1974 – Nossa Senhora dos Prazeres, em Piracicaba (não se concretizou);

1975 – Santa Catarina, em Piracicaba.

Em 1976 foi criada a Diocese de Limeira. As paróquias de Analândia e Cordeirópolis foram desanexadas e incorporadas à nova diocese.

1977 – Capela Curada São Sebastião, em Santa Bárbara D´Oeste;

1979 – Senhor Bom Jesus, em Santa Bárbara D´Oeste, Sant´Ana e São Pedro, em Piracicaba.

No governo de Dom Eduardo Koaik (que tomou posse em 28 de fevereiro de 1980):

1981 – Nossa Senhora Aparecida e São Francisco Xavier, em Piracicaba;

1982 – São José, em Santa Bárbara D´Oeste, e São Pedro, em Mombuca;

1986 – Imaculada Conceição, em Santa Bárbara D´Oeste;

1987 – Capela Curada Divino Pai Eterno, em Piracicaba;

1988 – São José Operário, em Rio Claro;

1989 – Capela Curada São João Batista, em Santa Bárbara D´Oeste, e a Capela Curada São Sebastião, na mesma cidade, é elevada a paróquia;

1990 – Capela Curada Santa Cruz, em Piracicaba;

1991 – Capelas Curadas São João Batista e Santa Clara, em Piracicaba, e a Capela Curada Nossa Senhora da Conceição, em Ipeúna, é elevada a paróquia;

1993 – São Lucas, em Piracicaba, e a Capela Curada São João Batista, em Santa Bárbara D´Oeste, é elevada a paróquia;

1994 – Santo Antônio, em Santa Bárbara D´Oeste;

1996 – Capela Curada Imaculada Conceição e Sant´Ana e é recriada a Paróquia Nossa Senhora dos Prazeres, em Piracicaba;

1997 – São Judas Apóstolo, em Santa Bárbara D´Oeste;

1998 – Espírito Santo, em Rio Claro;

1999 – Menino Jesus de Praga, São Francisco de Assis e a Capela Curada Santa Clara é elevada a paróquia, em Piracicaba; São Francisco de Assis, em Rio Claro.

Em 5 de abril de 2001, Dom Eduardo assinou decreto de supressão da Capela Curada São Pedro, do bairro Monte Alegre; ela passou a integrar a Paróquia São Judas Tadeu. Na mesma data, assinou decreto dando nova denominação às capelas curadas, que passaram a ser chamadas de quase-paróquias, de acordo com o Código de Direito Canônico que, no cânon 516 - parágrafo 1º, utiliza essa denominação.

2002 – Quase-paróquia Santo Antônio, no Distrito de Ajapi, em Rio Claro.

Na administração de Dom Moacyr José Vitti (que tomou posse em 5 de julho de 2002 e esteve à frente da diocese até 18 de junho de 2004):

2003 – Sagrada Família e Quase-paróquia Nossa Senhora do Rosário da Pompéia, em Piracicaba;

2004 – Nossa Senhora de Fátima, em Capivari.

No governo atual de Dom Fernando Mason (tomou posse em 24 de julho de 2005):

2006 – Imaculado Coração de Maria, em Rio Claro.

2007 – a Quase-paróquia Divino Pai Eterno, em Piracicaba, é elevada à Paróquia.

2008 - São José, em São Pedro, e São Francisco de Assis, em Santa Bárbara D´Oeste.

2009 - São Paulo Apóstolo, em Piracicaba.

Em 2009, a Quase-paróquia Nossa Senhora do Rosário da Pompéia, em Piracicaba, deixou de existir. O bispo Dom Fernando Mason assinou decreto de supressão da quase-paróquia em 25 de janeiro de 2009; seu território, documentos e livros canônicos passaram a pertencer à Paróquia São Paulo Apóstolo, criada na mesma data.

2011 - São Paulo Apóstolo, em Santa Bárbara D´Oeste; Santa Rosa de Lima, São José (no Distrito de Tupi) e Quase-paróquia Imaculada Conceição (no Bairro Nova Suíça), em Piracicaba.

2012 - Nossa Senhora Auxiliadora, em Santa Bárbara D´Oeste.

2014 - Nossa Senhora Aparecida, em Rio das Pedras; a Quase-paróquia São João Batista, em Piracicaba, é elevada à Paróquia; São João Batista Precursor, em Piracicaba; a Quase-paróquia Imaculada Conceição da Nova Suíça, em Piracicaba, é elevada à Paróquia.

2015 - a Quase-paróquia Imaculada Conceição e Sant’Ana, em Piracicaba, é elevada à paróquia, tendo como novo título Paróquia Maria Estrela da Evangelização.

2016 - São Pedro e São Paulo, em Rio Claro.

Atualmente a diocese abrange 15 municípios, incorporando os novos que surgiram – Charqueada, Mombuca, Rafard, Ipeúna e Saltinho. Compreende 67 paróquias e 2 quase-paróquias.

ANHEMBI

A título de curiosidade e por fidelidade histórica, registre-se que também integrava nossa diocese uma pequena parte do município de Anhembi. Quando a diocese foi criada, os limites eram determinados por acidentes geográficos e o limite com a Arquidiocese de Botucatu era o rio Tietê, que corta o referido município. Essa parte de Anhembi pertencia à Paróquia São José, da nossa diocese. Um pedido comum dos bispos de Botucatu e Piracicaba - Dom Eduardo Koaik e Dom Antônio Maria Mucciolo - à Sagrada Congregação para os Bispos, por ocasião da visita “ad limina” em março de 1990, modificou a situação. O decreto 322/90, com data de 27 de abril de 1990, da referida Congregação, passou para a Arquidiocese de Botucatu o território do município de Anhembi que pertencia à nossa diocese.

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba