“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)
“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)
Reflexão

Reflexão litúrgico-pastoral para a festa do Batismo do Senhor

Publicado em 9 de janeiro de 2020

Com o batismo, Jesus inicia sua missão – 12 de janeiro de 2020

A Igreja celebra, neste domingo, a festa do Batismo do Senhor, fato que revela Jesus ao mundo como o enviado do Pai. Depois de ter sido batizado, Jesus começa a pregar a Boa Nova do Reino de Deus, a anunciar a salvação para todos.

Naquela época, várias seitas religiosas praticavam o rito do batismo. João Batista, enviado para “preparar os caminhos do Senhor”, também adotou esse costume. Seu batismo significava assumir uma vida nova em preparação à chegada do Messias. Quem era batizado, considerava-se um homem novo, disposto a assumir a pregação de João Batista.

Jesus se deixa batizar no meio dos pecadores. Embora não tenha pecado, quer ser solidário com o povo que Ele vem libertar, por isso pede a João para ser batizado. Coloca-se ao lado dos pecadores para percorrer junto deles o caminho que conduz à liberdade.

No evangelho deste domingo (Mt 3,13-17), São Mateus narra que Jesus foi ao Rio Jordão para ser batizado por João. Este se recusava, afirmando: “Eu devo ser batizado por ti e tu vens a mim!” Mas Jesus lhe respondeu: “Deixa por agora, pois convém cumpramos a justiça completa.” Ele quer cumprir toda a justiça, isto é, o plano de salvação de Deus. Ele é o Servo apresentado na primeira leitura (Is 42,1-7) que tem a missão de ser a luz das nações para “abrir os olhos aos cegos, tirar do cárcere os prisioneiros e da prisão aqueles que vivem nas trevas.”

Depois que Jesus foi batizado, os céus se abriram e o Espírito Santo desceu sobre Ele em forma de pomba. E do céu uma voz dizia: “Eis meu Filho muito amado em quem ponho minha afeição.” É o testemunho do Pai a respeito de Jesus, revelando que, de fato, Ele é o Salvador esperado pela humanidade.

A liturgia deste domingo também recorda nosso batismo, o sacramento que nos coloca diante da grandeza de nossa vocação cristã e nos introduz no mistério da Santíssima Trindade, em nome de quem fomos batizados. O batismo nos mergulha no coração do mundo e nos faz irmãos de cada ser humano. O Espírito, que em nós foi derramado, torna-nos capazes de assumir nossa missão na Igreja e no mundo. Ser batizado é tornar-se servo do Senhor com Cristo, o Servo por excelência. 

Horário de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda a Sexta das 8h às 11h30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda a Sexta das 13h30 às 17h30 Diocese de Piracicaba

Diocese de Piracicaba

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis - Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP - Fone: 19 2106-7575
Desenvolvido por index soluções