“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)
“Eu te constituí como luz das nações para levares a salvação até os confins da terra” (At 13,47)
Reflexão

Reflexão litúrgico-pastoral para o 2º Domingo da Quaresma

Publicado em 26 de fevereiro de 2021

A transfiguração de Jesus – 28 de fevereiro de 2021

Em preparação à Páscoa, a Igreja celebra o tempo quaresmal. Neste 2º Domingo da Quaresma, meditamos sobre a transfiguração de Jesus, que manifesta aos discípulos a sua glória divina. É também um convite para que transfiguremos a nossa vida e a dos irmãos, fazendo resplandecer a nossa dignidade de filhos de Deus.

No evangelho (Mc 9,2-10), o São Marcos narra a transfiguração de Jesus Cristo. Ele quis dar aos apóstolos uma garantia de sua divindade. Afinal, sua vida de pobreza e simplicidade não condizia muito com o que os discípulos esperavam do Messias. Por isso, “Jesus tomou consigo a Pedro, Tiago e João, e conduziu-os a sós a um alto monte. E transfigurou-se diante deles. Suas vestes tornaram-se resplandecentes e de uma brancura tal, que nenhuma lavadeira sobre a terra as pode fazer assim tão brancas.” A narrativa diz que apareceram Elias e Moisés que falavam com Jesus.

O evangelista não está interessado em nos relatar simplesmente as informações sobre a transfiguração de Jesus. Ele quer nos ensinar quem é Jesus. Para os israelitas, Moisés e Elias representavam todo o Antigo Testamento. Jesus é a realização do Antigo Testamento, de toda a Lei e de todos os profetas. Ele não é somente um grande legislador (como foi Moisés) ou um grande profeta (como foi Elias), mas o Filho muito amado do Pai, a quem devemos ouvir. Por isso, quando os discípulos levantam os olhos, não veem mais ninguém a não ser Jesus. Moisés e Elias desapareceram, pois já cumpriram sua missão: apresentar o novo profeta, o novo legislador.

Devemos prestar muita atenção para ouvirmos o que o Messias tem para nos dizer. Durante este tempo da Quaresma, ele nos indica o caminho a percorrer. Devemos segui-lo na doação da própria vida, cumprindo seus ensinamentos, mudando nossa mentalidade conforme as exigências do Evangelho. Obedientes às palavras do “Filho muito amado do Pai”, procuremos viver com fé, com alegria e sem medo, confiantes na graça e na proteção do Senhor, transfigurando a nossa vida e a de nossos irmãos. 

Horário de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda a Sexta das 8h às 11h30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda a Sexta das 13h30 às 17h30 Diocese de Piracicaba

Diocese de Piracicaba

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis - Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP - Fone: 19 2106-7575
Desenvolvido por index soluções