“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Celebração faz memória aos pescadores e devotos importantes nos 300 anos

10/10/2017  |  15:47:20

A festa começou! O primeiro centenário de Nossa Senhora Aparecida é celebrado nesta terça-feira, dia 10, fazendo memória aos três pescadores e todos os devotos falecidos, que contribuíram para difundir a devoção a Mãe Aparecida.

A Santa Missa das 9h, em torno do Altar Central, foi presidida pelo legado pontifício o Cardeal italiano Giovanni Battista Re e a homilia foi proferia pelo Arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, que refletiu o tema ‘Bem-Aventurada Virgem Maria, Mãe do Belo Amor’.

Em entrevista ao portal A12, o Arcebispo ressaltou que é um dever de todos os devotos da Mãe Aparecida fazer memória aos grandes benfeitores, grandes testemunhas de fé.

“O tema da missa hoje é ‘Nossa Senhora Mãe do Belo Amor’ e exatamente o belo amor é esse, a gente fazer a memória de nossos irmãos e irmãs que foram os grandes benfeitores, os grandes construtores e construtoras deste Santuário, e que hoje já participam do Santuário eterno da glória de Deus. É um ato de justiça da nossa parte fazer, memória de todas essas grandes testemunhas da fé e sermos agradecidos.”

Dom Orlando lembrou também, o padre Vitor Coelho de Almeida, que tanto trabalhou para levar o nome de Nossa Senhora Aparecida por todo o Brasil. “Pedimos a Nossa Senhora, que o quanto antes, padre Vitor Coelho de Almeida o maior benfeitor deste Santuário, o mestre da fé e aquele que mais atraiu o Brasil para Nossa Senhora Aparecida, que ele mereça a honra dos altares, com a beatificação que tanto esperamos”, frizou o Arcebispo.

No final da celebração, o representante do Papa Francisco deixou uma mensagem, enfatizando que Nossa Senhora é o caminho para chegar a Deus.

“Nas historinhas de São Francisco se tem essa história: Havia duas escadas que saiam da terra e tocavam o céu. Uma escada é da cor vermelha e no topo da escada estava Jesus com o seu coração transpassado, os frades Franciscanos queriam subir por está escada, mas era uma escada muito dura, muito difícil de subir, eles não conseguiam subir. A segunda escada era branca, e no topo da escada estava Nossa Senhora, e São Francisco convidou os freis para tentarem subir por aquela escada, a escada branca e eles assim conseguiram, porque Nossa Senhora pegava os freis e os ajudava a subir e levava-os até Jesus”, o cardeal encerrou a mensagem afirmando:

“Essa história explica uma verdade teologicamente comprovada, em que o caminho mais fácil para chegar a Deus, até Jesus, é passando por Nossa Senhora. O filho de Deus escolheu esse caminho para chegar a nós, escolheu Nossa Senhora para chegar a nós, dá mesma forma nós, não podemos escolher outro caminho para chegar a Ele, senão passando por Nossa Senhora”, concluiu.

A programação desse primeiro dia de celebrações pelos 300 anos da Padroeira do Brasil segue com missa, oração do Terço Jubilar, celebração do Jubileu das Crianças, Vigília Mariana e a noite, o primeiro show do Festival da Padroeira, com a presença de diversos padres cantores. Acompanhe toda a programação e participe.

Fonte: portal A12.com 

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba