“Ide pelo mundo inteiro e anunciai o Evangelho a toda criatura” Mc 16,15

Arquidiocese de B.H. se solidariza com vítimas de ataque a creche de Janaúba

06/10/2017  |  16:00:47

A Arquidiocese de Belo Horizonte emitiu uma nota e está promovendo uma campanha de solidariedade e oração pelas vítimas do ataque a uma creche em Janaúba (MG) que até o momento deixou seis mortos, além do próprio zelador que ateou fogo no local.

“O arcebispo dom Walmor, os bispos auxiliares, padres, diáconos e fiéis da Arquidiocese de Belo Horizonte se solidarizam com o povo de Janaúba, consternado pela tragédia que vitimou crianças e educadores de uma creche da cidade”, afirma o comunicado.

Expressa ainda que “o arcebispo dom Walmor pede para que as comunidades de fé da Arquidiocese de Belo Horizonte rezem pedindo a Deus que leve conforto aos corações de todas as pessoas que vivem no município do norte de Minas, principalmente dos parentes e amigos das vítimas”.

O caso aconteceu na manhã de quinta-feira, quando o vigia da creche, Damião Soares dos Santos, de 50 anos, jogou álcool em crianças e nele mesmo e, logo após, ateou fogo.

O ataque causou a morte de 5 crianças, todas elas de 4 anos de idade, identificadas como Ana Clara Ferreira da Silva, Luiz Davi Carlos Rodrigues, Juan Pablo Cruz dos Santos, Juan Miguel Soares da Silva e Renan Nicolas dos Santos Silva, o qual faleceu a caminho do hospital de Montes Claros. A professora Helley Abreu Batista, de 43 anos, também faleceu na noite de quinta-feira.

De acordo com a perícia, o vigia Damião fechou três salas da creche, com 55 e 60 pessoas, jogou álcool nas crianças e ateou fogo. Uma professora ainda teria tentado contê-lo e chegou a lutar com ele.

O vigia foi levado para um hospital com queimaduras no corpo, mas faleceu cerca de três horas depois.

Cerca de 38 pessoas, das quais 22 crianças, permanecem internadas em hospitais de Janaúba, Belo Horizonte e Montes Claros.

Na capital mineira, segundo a Arquidiocese de Belo Horizonte, o capelão do Hospital João XXIII, Padre Edson Oliveira Silva, celebrou uma Missa na tarde de quinta-feira, “quando crianças e adultos com graves queimaduras foram recebidos pela Instituição”.

A Arquidiocese informa ainda que “o sacerdote está à disposição do Hospital para levar uma palavra de fé e acolhida às vítimas e seus familiares”.

Além disso, está promovendo uma campanha para arrecadar doações a fim de ajudar os hospitais de Janaúba que também receberam pessoas com queimaduras e intoxicação.

Entre os itens necessários, estão: luvas de procedimento, dipirona injetável, soro fisiológico, sulfadiazina de prata, agulha 40×12, agulha 25×8, jelco 24, PVPI tópico, PVPI degermante, tintura de Benjoin, morfina, seringa de 20 e 10ml, kit venoso de acesso central, tramadol, água mineral, roupas para crianças e roupas de cama.

As doações em Belo Horizonte podem ser entregues no seguinte endereço: Acolhida Solidária Dom Luciano Mendes de Almeida – Rua Além Paraíba, 208, bairro Lagoinha. A Arquidiocese de Belo Horizonte organizará o envio dos donativos para a cidade do Norte de Minas.

Solicitam ainda a ajuda de doadores de sangue, os quais podem agendar um horário no Hemominas: o telefone é 155, opção 8.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones: (31) 3422-7141 | (31) 3422-6122 

Onde estamos

Av. Independência, 1146 – Bairro Higienópolis
Cep: 13.419-155 – Piracicaba-SP
Fone: 19 2106-7575
Falar Conosco

Horários de Funcionamento

Cúria Diocesana

Segunda à Sexta das 08h às 11:30 e das 13h às 17h.

Assessoria de Comunicação

Segunda à Sexta das 13:30 às 17:30

Diocese de Piracicaba